25
jul
2015

Tudo Sobre Botas Brogue e Sapatos Brogue

Semana passada recebemos reposição das clássicas Black Boots 9099 na loja física, botas brogue feitas em couro rústico, com solado tratorado. Este estilo está super em alta, mas afinal, o que é brogue, e como podemos usar? Preparamos um pequeno guia sobre as botas masculinas com essas perfurações, e uma página especial com todas as nossas botas brogue.

O que significa Brogue?

“Brog”, no antigo dialéto Irlandês, significa “um sapato áspero ou robusto”.

Para entender bem o que é um brogue, precisamos entender o significado de broguing, que um substântivo que o dicionário inglês define como ornamentações em sapatos, feitas com perfurações e picotes.
Um sapato, ou uma bota, com perfurações, passa a ser um Brogue.

Oxford ou Brogue?

Muitas pessoas confundem o termo Oxford com o Brogue.

Um oxford, tradicionalmente, é um sapato ou bota caracterizado pela parte onde ficam os ilhoses e o cadarço. O oxford é fechado, com as perfurações do cadarço feitas no próprio cabedal, sem nenhuma aba.

o que é um sapato oxford

Os Oxford tem o sistema de amarração na esquerda.

Um brogue pode ser um oxford, mas não é necessário esse tipo de amarração.

A Origem dos Brogues

Os sapatos brogues foram criados na Escócia e na Irlanda. Eram sapatos extremamente artesanais, feitos para trabalhadores e caçadores, pessoas que caminhavam muito ao ar livre. O terreno destes países é molhado e cheio de pântanos e lamaçais, dificultando muito a vida de quem trabalhava no campo. O brogue era rudimentar, mas muito funcional, com perfurações que permitiam o escoamento da água e acelerando a secagem do sapato.

Outro detalhe do design original é a falta de uma língua e a amarração por cordões de couro. Os cordões eram amarrados muito acima do tornozelo para firmar o calçado, evitando que saíssem caso o pé afundasse na lama. Hoje, esse design é conhecido como “ghillie brogue”, que é considerado o sapato padrão no vestuário tradicional Escocês.

Guillie Brogue Escocês

Um Ghillie Brogue tradicional, usado com Kilts (saias escocêsas).

Como sempre, o que era funcional se tornou um ornamento. O brogue, com sua origem casual, virou um calçado despojado para os aristocratas do Reino Unido usarem em suas casas de campo. Nessa altura eles já eram os brogues que conhecemos hoje, com amarração normal e perfurações meramente decorativas, que não chegam a penetrar o cabedal.

No início, os Brogues eram principalmente marrons, pois a tradição britânica ditava que preto era para a cidade, e marrom para o campo. A tendência retrô e a valorização dos clássicos trouxe os brogues de volta, e deram uma sobrevida ao modelo, que ganhou inumeras variações de cores e materiais.

Características dos Brogues

O brogue é muito versátil. Sua principal característica são as perforações decorativas (broguing) e os recortes picotados. A disposição destes detalhes pelo sapato ou bota deu origem a vários estilos de brogue.

  • Brogues completos, ou Wingtips

Bourbon-Calf-Full-Brogue-leather-soul

Estes tem um recorte no bico, que lembra as asas de um passaro. Por isso, são chamados de Wingtips (pontas de asa). Esse recorte se extende pela lateral do sapato e geralmente acaba mais ou menos na metade. Visto de cima, ele lembra a letra W ou M. Ele também tem perfurações ao longo das extremidades, no calcanhar, e desenho de um medalhão no bico, como é o caso das Botas Brogue Black Boots 9099.

bota brogue black boots 909

Bota Brogue Black Boots 9099 vista de cima.

– Sapatos “Spectator”, muito populares na década de 1920 e 1930, tem duas cores… Geralmente mais claro na lateral, e mais escuro no bico e calcanhar. Existem outras variações de cores, como a colab especial com a barbearia Razor Bros.

brogue wingtip crocket & jones

– Os brogues “Long Wing”, ou asas longas, são aqueles onde o recorte da asa vai até o calcanhar do sapato, costurado por toda a lateral.

bota brogue west coast

Na bota brogue da West Coast, a “asa” vai até o final do sapato, percorrendo toda a lateral. Uma “Long Wing”… ou Asa Longa.

  • Semi Brogues 
sapato semi brogue com cap toe

Sapato Semi Brogue. Todo perfurado, mas sem o “W”.

Neste caso eles não tem o recorte em formado de asa, mas mantém as perfurações na biqueira (também chamada de cap toe) e também mantém o desenho do medalhão. Este estilo foi “inventado” por John Lobb, um sapateiro Inglês muito famoso, em 1937.

  • Brogue “Um Quarto”

bota brogue

Assim como as duas opções acima, este estilo também tem perfurações, mas neste caso apenas no final da biqueira. Eles não tem nenhum recorte e nem o medalhão. A Black Boots Boston é um excelente exemplo.

Como usar uma bota brogue ou um sapato brogue?

A origem e a história dos brogues é super casual. No princípio, eram sapatos feitos para o trabalho no campo, usados pela classe trabalhadora no Reino Unido. Com o tempo, foram adotados pelos cavalheiros da aristocracia para usarem nas suas casas de campo.

Por causa dessa origem rústica, eles demoraram muito para serem aceitos em contextos formais ou de negócios. Isso mudou, e com o tempo o brogue passou a ser uma opção aceitável para situações assim. Na Era do Jazz, em 1920 eles eram extremamente populares entre os homens, e faziam parte do guarda roupa de qualquer pessoa elegante, tanto com um terno quanto dentro da proposta workwear.

tumblr_nme37lZz6I1rf1jvro1_1280

Fred Astaire

Fred Astaire

Fred Astaire

Hoje em dia, por causa dessa história rica e variada, o brogue pode ser usado tanto em ocasiões formais, quanto no dia-a-dia. Quanto mais perfurações ele tiver, menos formal ele é. Brogues com muitos recortes e perfurações remetem aos primeiros sapatos rústicos, e por isso combinam muito bem com outras roupas que partilham dessa mesma origem “workwear”, como por exemplo a calça jeans, ou uma calça chino. Em situações mais formais, um brogue escuro, com menos perfurações, pode ser usado normalmente como qualquer outro sapato.

Um sapato brogue ou bota brogue preta vai bem com quase todos os trajes sociais. Podem ser usados, por exemplo, com um terno cinza, grafite, marinho ou preto. Um brogue marrom fica melhor com um terno marinho, marrom ou bege. Para situações assim, é melhor que ele seja feito de um couro mais lustroso, e quanto menos perfurações e recortes tiver, mais formal será.

Também são bem legais no dia-a-dia para trabalhar, quando combinados com roupas sociais. Dá para usar um brogue com ar mais casual, com um jeans escuro ou calça chino e um blazer, por exemplo. Os brogues com couro mais rústico também são ótimos para um visual mais arrumado em situações despojadas, e ficam bem até com uma camiseta básica e jeans. Depois de muito usar eles vão ficar com cara de desgastados… alguns até vem assim, meio vintage, e passam a ser ótimos para dar uma volta no final de semana.

092-580x870

9013266f11d5e69c82c03046fa3f15detumblr_m5sku7J5TM1qh2nlpo1_1280 7d2df977b135c4159c07e703e2c5902a 3141a60eb725a498684519b70623e60a 5843f8450439ba1ff944aa8a72fb6032 tumblr_lxsnrz0SGL1qfn79co1_500 tumblr_m5w5qlPWRW1qfn79co1_540 tumblr_ms9jl9qv731qfn79co2_128007-copy2

IMG_6438

1414322379-IMG_9716

Espero que tenham gostado. Esse estilo de bota é uma super opção para quem quer atualizar o visual. Conheça mais modelos no nosso site, na seção de botas brogue, o visite a loja para ver de perto!

Comentários

comentários

Poderá também gostar de

anatomia-bota-1
Anatomia da Bota
Brogue Black Boots x Razor Bros Savile Row: Nos Passos dos Verdadeiros Cavalheiros
Inspiração: Nos pés no Inspiration LA
bota-black-boots-london-nobuck-marrom
Hoje é dia dela: Black Boots London!

Deixe um comentário