2
ago
2015

Roadstock – Segundo e Terceiro

E aí pessoal! Segundo dia de Roadstock. Vou começar agradecendo a Black Boots pela chance de participar, a West Coast pelo apoio, e ao Juliano e a Leca do @tomandorumo pela ajuda!

Agora vou falar do Just Ride Along, outro apoiador do evento. É um aplicativo de celular essencial para quem anda de moto, desenvolvido por três amigos de BH… O Egg, o Pedro (que está no carro ajudando com as filmagens) e o Kiu, que completou os dois dias em uma shovel anos 70.

image

image image

O massa desse evento estão sendo as experiencias individuais de cada um… O bate papo nas paradas, e no fim do dia, para compartilhar acontecimentos únicos! A moto do Kiu é com certeza uma das mais legais, mas também mais desafiadoras do evento! Por isso pedi para ele contar como foi o segundo dia:

“Nosso grupo marcou de acordar 8 da manhã pra sair as 9, sabendo que chegaríamos em Diamantina a noite, mas o Charles acordou 9:30 e nós conseguimos reunir a galera 10 da manhã.

Saímos do hotel e paramos no posto pra abastecer. Sorte que o Marcão teve tempo de perceber que esqueceu o celular. Já eram 10:30 e voltamos 11 km para buscar o celular no quarto. Saímos novamente, tranquilos.

Saindo de Araxá fomos até Luz. A estrada estava ruim até Martinho Campos, onde paramos para almoçar. Eeu mandei uma paçoquinha querendo sair rápido, mas o Dener mandou um prato só de carne. Esperamos uma meia hora pra ele comer MUITO.

Apertamos os parafusos e seguimos em frente. No posto seguinte o Cláudio reparou um problema de vibraçao da minha moto. O suporte da bobina da moto trincou e quebrou, mas por sorte que eu tinha no meu kit de ferramentas uma porrada daquelas abraçadeiras enforca gato. Amarrei no suporte sem morder nenhum fio e taquei pau.

Estávamos mais ou menos na 262 depois de Curvelo, já a noite, quando paramos em um posto podreira em Dantas. Sabe o que rolou? Chega um moleque de uns 3 anos naquelas motos elétricas! A galera pirou!

Saímos do posto mais ou menos 7 horas da noite só que meu farol não quis acender. Viemos de Presidente ate diamantina com uma BM do meu lado o tempo inteiro. Parceria! O pessoal atrás horrorizou com a gente, fazendo as curvas juntos em sincronia, na ânsia de chegar.

Mas no fim tudo deu certo. Chegamos em Diamantina, achamos nossos destinos e curtimos a noite com a galera!”

O terceiro dia foi bem rápido. Acordamos cedo como barulho das motos de São Paulo, que tinha um caminho extra pela frente. Tomamos um café caprichado em Diamantina, e pegamos a estrada. O carro começou seguindo um grupo de motos, junto aos organizadores do evento. Só começou… Porque erramos o caminho e ficamos para trás. O transito do último dia de férias estava intenso, mas as memórias da viagem faziam valer a pena!

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image image image image image image image image image image

Comentários

comentários

Poderá também gostar de

Pré Venda RoadStock x West Coast
Roadstock 2016
bota brogue timberland
Pé na Estrada – As Botas do RoadStock
RoadStock 2015 – Primeiro dia

Deixe um comentário